Responsive image

01/03/2017

7 ótimos motivos para se tornar vegano

O veganismo é o movimento em prol do direito dos animais, da natureza e de todo o planeta. Talvez você já tenha ouvido falar e, quem sabe, não tenha entendido muito bem, mas vamos conversar direitinho, é fácil e muito bacana! O movimento vegano busca abolir todo o consumo de produtos de origem animal, sendo assim, veganos são contra a exploração de todos e quaisquer animais, e isso incluir deixar de consumir derivados do leite, como o queijo (mas tudo bem, existe queijo vegano e é uma delícia!).  Para ajudar um pouco mais, trago nesse post alguns motivos para se tornar vegano.

motivos para se tornar vegano

Motivos para se tornar vegano

1. Salvar a vida dos animais

O princípio dos movimento vegetariano e vegano: nós não somos superiores a nenhum ser. Todos os seres estão aqui para viver em sua plena liberdade e devem ter direito a ela. Quanto menos produtos de origem animal você consumir, menos animais serão mortos no abatedouro. Fazer a sua parte é importante, acredite.

2. Ser vegetariano ajuda, mas não é o suficiente

Existem várias etapas dentro do Vegetarianismo, as quais são o Ovolactovegetarianismo, o Lactovegetarianismo e o Vegetarianismo estrito (confira as diferenças na tabela abaixo), mas nenhuma delas é tão completa quanto o Veganismo. Eu fui Ovolactovegetariana por mais de dois anos e de modo algum condeno quem é, esse ato é maravilhoso, porém não é o suficiente. O por quê? A indústria do leite, ou seja, dos lacticínios, é muito cruel. Segundo o Prof. Gary Francione, “existe mais sofrimento num copo de leito do que num bife”. Portanto, o vegetarianismo é um começo, mas não é como salvaremos os animais dos abatedouros.

motivos para se tornar vegano

3. Ajuda na proteção do meio ambiente

É isso mesmo. Ser vegano não só salva os animais, como também ajuda o meio ambiente. Cerca de 80% da produção mundial de soja, 70% da de milho e 70% da de aveia são destinadas ao consumo animal e para isso, é necessária a derrubada de florestas. Segundo o site Vista-se, “uma plantação de milho em 100 hectares, por exemplo, pode alimentar cerca de 2.500 pessoas. Se esta área for utilizada para produção pecuária, apenas 8 pessoas serão alimentadas.”

4. Pela sua saúde

A dieta vegana reduz os riscos de desenvolver doenças crônicas como hipertensão e diabetes tipo 2 devido ao baixo consumo de gorduras saturadas. Além disso, como você não consome nenhuma gordura animal, diminui-se muito as chances de desenvolver uma doença cardíaca e também previne o câncer (de cólon, de mama, da próstata, do estômago, do pulmão e do esôfago). Veganos também tem a imunidade muito melhor, viu?

5. Ajuda e protege pessoas menos favorecidas

Segundo o Ministério do Trabalho, 80% de todo o trabalho escravo no Brasil está concentrado na pecuária. Ao escolher cereais, frutas, sementes, grãos e outros alimentos de produtores locais, você colabora para um comércio mais justo.

6. O leite de vaca não faz bem (e elas sofrem muito!)

Andando pelos corredores do Supermercado, tudo o que vemos nas embalagens são vacas felizes, sorridentes e comendo seu pasto. Infelizmente essa imagem é totalmente errada e foi colocada em nossa mente de uma maneira tão forte que é muito difícil de desacreditar.  Para uma vaca produzir leite, é necessário que ela dê a luz, assim como os outros mamíferos. É aí então que o ciclo de tortura começa: se os produtores deixarem os bezerros mamar, a vaca controlará e freiará a descida do leite, prejudicando a produtividade. Então o bezerro é retirado da mãe logo alguns dias depois de seu nascimento. Você já parou para pensar no traumatismo que a vaca sofre ao retirarem o seu filhote? 

Se for uma fêmea, irá ter o mesmo destino de sua mãe, o qual não é nada feliz, visto que elas são apenas usadas como reprodutoras. Se for macho, será analisado se sua carne é de qualidade para nós ou não.

E por que o leite não faz bem, se nós crescemos tomando? O leite de vaca não possui uma grande quantidade de cálcio e muito menos é bom para os ossos, já que o nosso corpo não consegue absorver e, adivinhe só, os países onde mais consomem leite são os que tem as taxas mais altas de osteoporose. Muito longe disso, um estudo de Harvard mostrou que mulheres que tomam 2 ou mais copos de leite por dia, tem um aumento de 66% de risco de desenvolverem câncer no ovário. Outros estudos demonstraram a relação da ingestão de leite com câncer de próstata.

O leite produzido pela vaca é feito para seus filhotes, não para nós. Acredito que esse seja um dos grandes motivos para se tornar vegano.

7. A proteína não precisa vir da carne

Assim como o mito do leite, o de que a carne é a única fonte possível de proteína é um mito muito comum e que nos acompanha. Mas…não é bem assim! Existem inúmeros alimentos que não são de fonte animal e que possuem muita proteína (as vezes, muito mais do que na carne). Aqui uma listinha de alguns:

  • Ervilha
  • Chia
  • Feijão e Lentilha
  • Grão de Bico
  • Nozes
  • Soja
  • Amêndoas
  • Pistache
  • Couve
  • Rúcula
  • Brócolis
  • Manteiga de Amendoim…

Realmente espero que esse post tenha sido útil e que possa ter feito vocês pensarem, certo? Essa lista de motivos para se tornar vegano foi  basicamente o que me influenciou. Agora que você já leu sobre os motivos para se tornar vegano, que tal conhecer marcas veganas?

Links úteis: O mito do leite | Receitas veganas  | O que aconteceria  se todos fossem veganos

 

(Visited 165 times, 1 visits today)

Sobre o Autor

Gaúcha, 18 anos, estudante de fotografia, louca por seriados e apaixonada pela arte. Quer saber mais sobre mim e o blog? Clique aqui

Postagens Relacionadas

Facebook

Comentários

  1. Amanda disse:

    Liz do céu! Muita gente precisa ver esse post <3
    Quanta informação importante! Ainda sou ovolactovegetariana, mas já é um começo, certo? Amo ver as pessoas se tornando vegetarianas e/ou veganas, sinto que não estou sozinha. Ninguém da minha família é, tenho uma amiga do estágio que é, nós almoçávamos juntas e ela sempre me passava umas receitinhas! Hahahah e como tem receita, né? Eu adoro.
    Isso da vaca me deixa muito triste 🙁 Enfim, esse post entrou pros favs!

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

  2. Lara Kneip disse:

    Muito motivador mesmo seu texto Liz. Já fiquei mais de um ano sem comer carne e realmente a saúde melhora bastante, afinal a gente começa a pensar como substituir as proteínas e outras fontes de energia que vinham da carne e acabamos descobrindo opções muito melhores. E bem como você disse, isso ajuda não só aos animais, mas também ao meio ambiente, já que seilá quantos por cento da emissão de gás carbônico que aumenta o aquecimento global vem da produção pecuária, devido ao arroto e pum das vacas…além claro de tudo o que você já falou. Enfim, pretendo sim voltar a ser vegetariana e até quem sabe vegana, mas por agora tá um pouco complicado porque ainda não tenho dinheiro suficiente pra bancar minhas própria alimentação, mas já to tentando mudar algumas coisas aqui em casa.


    Relíquias da Lara

  3. Gostei muito do post! Realmente, já fiquei um tempo sem comer carne e senti inúmeras melhoras em tudo, em poucos dias eu não sentia mais aquele sono depois do almoço, não ficava com aquela preguiça por causa da digestão lenta, fiquei bem mais animada e disposta! Mas confesso que acho vegerarianismo e veganismo bem elitistas, eu voltei a comer carne por três motivos: primeiro que todo mundo te impõe e isso é um saco, segundo que começaram a me faltar nutrientes e por falta de informação mesmo, era só substituir por n coisas haha mas aí vem o elitismo e a terceira coisa, se só você é vegetariana em casa acaba gastando bem mais no supermercado com carnes pra quem come e com coisas pra substituir na sua refeição e sem contar que ninguém te apoia né hahaha acho muito interessante e vi muita vantagem, quando eu for morar sozinha pretendo voltar sabe? Na real eu não quero ser radical e abolir, mas quero diminuir o consumo pra me sentir melhor

  4. Luana Souza disse:

    Eu penso seriamente em me tornar vegetariana e depois vegana. Não é algo que ninguém que eu conheço aprova, mas tudo bem. Acho que o principal desafio iria ser parar de comer os derivados dos animais… leite, nem tanto. Sou bem mais leite de soja haha, mas ovos e outros produtos sim. Eu ia ter que morar sozinha primeiro, pois aqui em casa ninguém é vegetariano :p

    Adorei o post <3 ficou um amor, e bem reflexivo! Beijos :*

    1. Liz Chollet disse:

      Na minha também ninguém era, Lu! comecei bem do nada e com mil “nãos”, mas é algo que quando tu decide mudar, bate de frente, sabe? se voce quiser, encara <3 eu comecei vegetariana (ovolacto) e fui parando, eu comia ovos todo dia haha mas é algo que a gente consegue, ainda mais aprendendo receitas e tal, se/quando quiser alguma dica ou receita legal, pode chamar <3 obrigadão!

  5. Parabéns pela postagem, está incrível. Já ouvi falar muitas vezes dos veganos, mas pensava que a diferença entre vegetariano e vegano baseava apenas no uso de roupas de origem animal. Outro dia li um texto sobre o sexto ponto citado e é bem triste, as pessoas deviam saber sobre esse estilo de vida, pois ajudaria muito mesmo. Novamente, parabéns e sucesso!

    Com amor,
    Tom.

  6. A sua lista está muito legal, bem explicada e de fácil leitura. Já tentei me tornar vegana e, infelizmente, não acho que é para mim. Talvez no futuro, quem sabe. De qualquer forma, te admiro por isso. <3

    Beijos,
    Attraversiamo.

  7. Eu acho demais quem consegue virar vegetariano e vegano e seria muito feliz se tivesse essa atitude. O ruim é que eu como muito maal, totalmente desacostumada. É um saco. Olhando pra esses motivos não tem razão para não ser vegetariana ou vegana :/
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

  8. Admiro MUITO quem leva esse estilo de vida e confesso que até invejo um pouco. Ainda sou dependente de produtos de origem animal e tenho muita dificuldade em substituí-los ou abandoná-los de vez, mas sempre busco reduzí-los da minha alimentação. Parabéns pelo post!
    Beijão

    http://www.madamices.com

  9. Duds disse:

    Incrível o post! Acho que todos precisam ter essa consciência. Pela nossa cultura, é difícil, mas se todos fizessem pequenas coisas como não vestir nada de origem animal ou usar produtos testados, já ajudaria bastante. É um processo né, vamos aos poucos. Mas eu, por exemplo, quero criar meus filhos (daqui a muito tempo hahaha) já veganos!

  10. Vou começar a repensar os meus conceitos. Sou ovolactovegetariano e depois do que você falou já me despertou algo para o veganismo. Coitado dos animais, a nossa sociedade já está alienada e não sabem o quanto eles sofrem pra satisfazerem a vontade do ser humano. Parabéns pelo post.

    Beijos,
    http://www.ocristaocriativo.com

  11. Já pensei em me tornar vegana ,só que acho muito difícil se adaptar .Mas vou tentar <3
    Admiro muito pessoas assim !

    Eu adorei o texto <3

  12. Fernanda disse:

    Amei seu blog e o post, tudo super bem explicado, cheio de informaçoes bem uteis. Os motivos sao forte mas é bem dificil, quem sabe um dia me adepto. Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *