Responsive image

11/09/2016

Fotografia para iniciantes – Conceitos básicos

Fotografia para iniciantes: ISO, abertura e velocidade

Quando se trata de fotografia, dizemos que existem algumas regras para a “fotografia perfeita”, porém, tais regras podem ser quebradasNo primeiro post sobre fotografia, eu expliquei as diferenças entre os tipos de câmeras e como você deve escolher a sua. Já nesse segundo post, irei focar na Fotografia para iniciantes, ou seja, falar sobre as principais “regras” : ISO, diafragma (abertura) e velocidade (tempo de exposição). A combinação desses três itens é que permite capturar imagens. Para começar, gire o menu de cima da sua câmera para o modo M (manual)! 
fotografia para iniciantes

(mais…)

30 Comentários

Liz Chollet

Postado por

31/08/2016

O que eu aprendi sendo blogueira | Blog Day

Hoje, 31 de agosto, é comemorado o dia do blog, yay! Então,para comemorar, fiz um post especial contando o que eu aprendi sendo blogueira – até agora. E aí, será que vocês vão se identificar?!
o que eu aprendi sendo blogueira
1 – Eu aprendi que não devo me forçar a criar conteúdo! Ter um blog é ótimo, compartilhar informações, conteúdo e dicas é maravilhoso, mas sempre de forma espontânea. Como vocês sabem, eu comecei a participar do BEDA e tudo foi muito bem até o dia 24, quando tudo desandou. Eu achei o BEDA bacana: ele estimula a escrita, te faz buscar conteúdo, mas e como fica a sua saúde mental e a sua vida pessoal em meio a tanta obrigação? Agora eu aprendi que devo escrever quando a vontade surgir e eu realmente estiver com vontade. Não deixe que a obrigação aliene sua paixão.
 
2 – No início eu me perdi muito em relação a faculdade e o blog, não sabia separar os horários e virou uma confusão. Com o tempo, aprendi a administrar o meu tempo dedicado ao blog e o meu tempo aos estudos, já que ambos são plenamente importantes para mim. Investi em planners, agenda e voilá: tudo melhorou!
 
3 – A minha escrita melhorou muito! Isso eu percebo não só lendo posts antigos, mas quando escrevo artigos e textos para a faculdade, o que eu acho incrível! É muito bacana ver que o blog te traz coisas legais desse tipo.
 
4 – Uma ótima lição que eu aprendi sendo blogueira é que nada cai do céu e resultados demoram. Esse é um fato que eu carrego comigo a vida toda porque é a realidade, né? Acredito ser importante lembrar, mas não desanimar por conta disso! Se você gosta do que está fazendo, não desista. Trabalhe, estude e insista no que você quer!
 
5 – Aprendi que de nada adianta eu me comparar com outros blogs ou outras blogueiras. Apesar de muitos acreditarem que a blogosfera está saturada, existe lugar para todos. Como eu disse no item acima, se você persistir, cuidar bem do seu cantinho e se dedicar, resultados virão! De nada adianta você se por pra baixo achando que fulano já está em tal patamar e que você não tem capacidade, CALMA LÁ, tem sim!
 
6 – Descobri grupos super legais de blogueiras e criei amizades incríveis, conheci blogs super legais e juro que sem elas eu não estaria tão confiante como hoje. Vocês conhecem a frase “ajude para ser ajudado“? Pois é assim mesmo. Ajude, troque informações, conhecimentos, não crie rivalidades, isso é super desnecessário! Em grupos tão legais nos quais você pode florescer amor, cultivar amizade e aprender tanto, pra que criar inimizade?
 
7 – Números não são tudo. Essa é uma grande lição que eu só aprendi na prática! É claro que é bacana ver o seu bloguinho crescer estatisticamente, mas isso não é tudo. Comentários, reconhecimento por outros blogs e pessoas e além de tudo isso, o carinho de quem gosta de verdade do que você faz também conta muito e é muito bom.
 
Ser blogueira não é fácinho e te exige determinação, trabalho e muito, mas muito amor por isso. Portanto, apesar das pedras no meio do caminho, é lindo demais ver o seu próprio blog florescer! Você vai ter vontade de desistir, largar tudo e vai se sentir mal com o seu blog, mas isso é passageiro se você tem carinho e vontade sincera de fazer isso dar certo.
Esses foram as principais coisas que eu aprendi sendo blogueira, mas, e você? O que aprendeu? Me conte!

Comente

Liz Chollet

Postado por

23/08/2016

CARTAS NA RUA – BUKOWSKI | RESENHA

“Cartas na rua”, livro lançado em 1971, foi o primeiro romance de Charles Bukowski, um poeta e romancista americano, conhecido pelo seu estilo debochado, crítico e hilário de escrever. Também conhecido por “bukowski, o velho bêbado”, seus livros são repletos de relatos com bebidas, sexo e pensamentos fora da caixinha – o que eu mais gosto nele. Sem mais demandas, vamos à resenha!

cartas na rua resenha

 

“Tudo começou com um erro” é a primeira frase de Buk no livro, o qual conta a história de Henry Chinaski, um alterego do autor, em sua etapa de vida em que trabalhou para os correios. Como toda obra de Bukowski, o livro é altamente biográfico, mudando apenas os nomes dos personagens e nos deixando com aquele gostinho de “será que isso foi real ou inventado por ele?”
Chinaski é uma pessoa desprocupada aos 30 e poucos anos. Trabalha como carteiro por vários anos mas não gosta disso e nem vê como um objetivo de vida. Por um tempo, larga os correios e aposta em corridas de cavalo mas, quando vê que não deu certo, acaba voltando aos correios, agora em uma nova cidade, juntamente à sua nova namorada.  Em meio à idas e vindas ao correio, existem ressacas, muitas mulheres, sexo, brigas, diferentes lares e o nascimento de sua filha. Apesar de estar sempre beirando ao desespero, Chinaski conta a sua história de uma maneira totalmente despreocupada e hilária, exatamente como é Bukowski.
“As cobertas haviam caído e eu fitava suas costas brancas, as omoplatas como querendo romper a pele e se transformar em asas. Pequenos ossos. Ela estava desamparada”

Podemos notar, em todas as obras de Bukowski, uma revolução ao sistema, um sentimento de ser contra àquele sistema normal de vida, no qual todos nascem, estudam, casam, tem filhos e respeitam o governo. Ele não quer ser só mais um fantoche do governo, ele quer viver a vida do seu jeito e realmente aproveitar – isso explica os trabalhos aleatórios e as idas e vindas entre cidades. Além disso, ele faz muita crítica ao sistema de trabalho que explora os servidores.

“- Caralho, os caras não deixam um homem ser feliz, não é mesmo? Querem sempre enquadrá-lo no esquema” 
“Cartas na rua” é um livro simples de ser lido, uma boa indicação a quem queira iniciar a leitura de Bukowski. São apenas 185 páginas, dividas em capítulos com uma média de 40 páginas, me prendeu rapidamente e foi uma leitura maravilhosa. Ri, me emocionei e, adivinhem só, já iniciei outro livro dele!

bukowski frases

cartas-na-rua

E aí, gostaram? Espero que tenham achado a resenham legal! É a primeira aqui no blog, mas prometo váarias!
Beijo <3
 

9 Comentários

Liz Chollet

Postado por

22/08/2016

Dicas para conquistar seguidores no instagram

Oioi, gente! Esses dias eu fiz um post explicando o que é e como funciona o marketing no instagram. Naquele post, eu falei sobre alguns itens que, sendo colocados em prática, ajudam muito a sua conta a crescer. Hoje, vou dar dicas para vocês de como conquistar seguidores!

seguidores instagram dicas

 

 

PLANEJE E CUIDE BEM DO SEU CONTEÚDO
O instagram é uma das redes sociais com maior número de usuários engajados e, como eu citei no outro post, o brasil está no top 5 dos países que mais utilizam. Lembre-se que as suas imagens estarão circulando em meio a outras milhares, portanto, crie conteúdo de qualidade! Isso não significa que você precisa da última câmera do momento: é possível criar imagens ótimas inclusive com seu celular. Além disso, para quem tem blog, é bacana usar imagens como essa que eu utilizei no post, chamando atenção para algum post seu!
INTERAJA
Interagir é, com certeza, uma das chaves da conquista de seguidores. Curta, comente, siga…interaja com outros perfis, assim você chama a atenção! Quem é visto, é lembrado.
Com a atualização do instagram, agora temos o snap, o qual é uma ótima forma de interação com seus seguidores.
 TORNE SUA CONTA VISÍVEL
Ou seja, compartilhe-a em outras redes sociais! Twitter, snap, blog, facebook, mencione e lembre as pessoas da sua conta no instagram, mas tudo com muito cuidado para não tornar isso algo chato e muito repetitivo, faça ser espontâneo. Para quem tem blog, coloque o link do instagram na sidebar e também use imagens do seu insta em seus posts, mencionando que usou de lá! É bacana, também, colocar seu @ em sua assinatura de e-mail e em suas newsletters.
 HASHTAGS
Além de postar a foto, capriche na legenda a nas hashtags. As # aumentam drasticamente as chances das pessoas encontrarem o seu perfil, portanto, escolha com cuidado quais vai utilizar. Fique por dentro das # do momento e descubra quais # o seu público alvo utiliza. Por exemplo, na questão de blogs, é comum vermos blogueiras utilizarem as #: #instabgs, #panelaobgs, #blogueirinha, #blogueiras, #blogueirasbr, e afins, porque tais # vão direcionar as fotos para o público alvo. Investigue o seu público e cuidado: não use muita hashtag, estraga a legenda.
 TENHA UMA BIO INTERESSANTE 
A primeira coisa que o seu seguidor vê na sua conta é a sua biografia, portanto, capriche! Segue aqui uma lista de coisas que eu considero importante em uma bio.
  • Nome e onde mora
  • Trabalho | Ocupação | Áreas de atuação
  • Como contatar com você
  • Link para o seu site ou sua loja ( é o único local no qual o link funciona de maneira clicável, então use!)

 

CURTA AS FOTOS DE OUTRAS PESSOAS
Fácil e honesto. Tem uma pesquisa de diz que a cada 100 likes em fotos de desconhecidos, você ganha 6 seguidores. Nunca parei pra contar quantos likes em fotos de pessoas aleatórias eu dei, então não posso afirmar, porém, fazer isso com certeza atrai pessoas para o seu perfil, pois você está interagindo, chamando a atenção de outros.
 
 SELFIES E CORES CHAMATIVAS
Há um estudo que diz que selfies e cores chamativas como vermelho, amarelo e verde atingem muito mais, portanto, vale a pena investir para chamar mais seguidores ou mesmo para receber mais likes.

17 Comentários

Liz Chollet

Postado por

18/08/2016

Penpals: amigos por correspondência

Houve um tempo em que o único modo de correspondência eram as boas e velhas cartas. Apesar de hoje não termos mais a necessidade de usa-las, esse modo de correspondência resistiu ao tempo e ainda existe. Vai dizer que não é um amor receber uma cartinha, ver a letra da pessoa, sentir o papel no qual ela escreveu?! Aliando meu amor por cartas ao meu amor por viagens, vou apresentar a vocês os Penpals.

penpals amigos por correspondencia

 

Amigos por correspondência

Penpal, em inglês, significa “amigo de caneta”, ou seja, um amigo por correspondência. O penpal nada mais é do que a prática de trocar correspondências com pessoas desconhecidas, com o propósito de criar laços. Existem vários grupos e projetos no Brasil que buscam esse propósito – e dá super certo -, porém, os Penpals vão além.
 
O objetivo do Penpal é que você troque correspondência não só com pessoas desconhecidas, mas sim com pessoas de outros países! Assim, você e seu penpal podem se conhecer, contar sobre a cultura de cada país, compartilhar informações e experiências únicas.
 
Uma carta é algo muito íntimo, muito pessoal. é extremamente diferente de um e-mail e de uma mensagem de texto. Em uma carta, o correspondente tem o cuidado especial de escrever cada palavra, ele tira um tempinho apenas para escrever para você, para por a cartinha em um envelope, colar o selo e enviar. E aí fica aquela expectativa de que a carta chegue, que você leia, goste e escreva uma com o mesmo carinho. É isso que me encanta em cartas e, ainda mais, em penpals. 
 
Além do cuidado na escrita e no envio, é muito comum que os penpals te enviem fotos, postais, lembrancinhas do países deles para você se sentir ainda mais próximo da pessoa e daquela cultura. 
Como são cartas que viajam o mundo, é mais comum serem trocadas em inglês, a não ser que você e seu amigo por correspondência saibam uma língua em comum. Pra quem não sabe inglês, é uma ótima maneira de se motivar a estudar e por em prática!

Os melhores sites para arranjar penpals

Interpals – Um dos sites mais famosos para essa prática. É bacana porque você pode fazer um perfil bem detalhado para se apresentar!
 
Penpal World  – Parecido com o primeiro, você pode criar um perfil, trocar mensagens…todo o contato é feito através do site <3 Os dois seguem a mesma linha!
 
Marteen’s SnailMail Pen Pals – o site tem uma cara bem ultrapassada, mas é bem conhecido por ter gente realmente interessada na prática de penpals
 
International Pen Friends – esse não é gratuito, porém ouço falar muito bem, já que ele usa o seu perfil bem detalhado para encontrar alguém com características semelhantes e que realmente quer ser seu pen pal. O investimento é cerca de U$20, algo que eu, particularmente, não investiria, mas fica a dica pra quem quiser testar!
 
Instagram – sim, é possível encontrar penpals pela nossa rede social mais queridinha. Foi por onde eu conheci e já contatei com algumas pessoas – super queridas! –  para trocar cartinhas! No insta, você tem que pesquisar pelas #: #penpals #penpalswanted #penpalsneeded #penpalsearch #penpalsaroundtheworld, Essas são as principais e as que eu costumo olhar, mas existem várias! Aí é só contatar com a pessoa pelo direct, conversar e trocar endereços.
 
Sobre os preços para enviar para outros países: eu ainda não enviei nenhuma, porém me dizem que é bem tranquilo e que, como é carta e é levinho, é bem baratinho. 
 
Espero que tenham gostado! Eu amo Penpals e estou super animada para enviar a minha primeira cartinha! E vocês, já trocaram cartinhas assim? Beijo! 

4 Comentários

Liz Chollet

Postado por

Páginas«1 ...10111213141516»